8 de dez de 2011

Cristina Branco | Não há só Tangos em Paris



Beijei teu retrato, esborratou-se a tinta
Num corpo abstracto que a saudade pinta
E a esquadrinhar teus traços já dei por mim louca
Diz-me lá Picasso onde ele tem a boca

Esse teu retrato vou expô-lo em Paris
Já usado e gasto, ver se alguém me diz
Onde é que te encontro, se não te perdi

Por te ter chorado desfiz o meu rosto
E num triste fado encontrei encosto
Dei-me a outros braços, mas nada que preste
Diz-me lá Picasso que namoro é este

Este meu retrato vou expô-lo em Paris
E assim ao teu lado eu hei-de ser feliz
Se nunca te encontro, nunca te perdi

Sei, não há só tangos em Paris
E nos fados que eu vivi
Só te encontro em estilhaços

Pois bem, tão certa espero por ti
Se com um beijo te desfiz
Com um beijo te refaço

Este meu retrato vou expô-lo em Paris
E assim ao teu lado eu hei-de ser feliz
Se nunca te encontro, nunca te perdi

Sei, não há só tangos em Paris
E nos fados que eu vivi
Só te encontro em estilhaços

Pois bem, tão certa espero por ti
Se com um beijo te desfiz
Com um beijo te refaço

Se com um beijo te desfiz
Com um beijo te refaço

(Pedro da Silva Martins)

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin