30 de nov de 2010

Vanessa da Mata | Te Amo

Mas o pior não é não conseguir
É desistir de tentar
Não acredite no que eles dizem
Perceba o medo de amar
Eu cresci ouvindo anedotas, clichês e chacotas, frustrações
Sobre amasiar, se casar, se entregar seria fraquejar
Te amo, Te amo, Te amo
Te amo, Te amo, Te amo
E se o tempo levar você, e um dia eu te olhar e não te reconhecer
E se o romance se desconstruir, perder o sentido e me esquecer por ai
Mas nós somos um quadro de Klimt, O beijo para sempre, fagulhando em cores
Resistindo a tudo seremos dois velhos felizes de mãos dadas numa tarde de sol
Pra sempre
Te amo, te amo, te amo
Te amo, te amo, te amo

(Vanessa da Mata)




Vanessa da Mata | O Tal Casal

Depois que o mal tempo foi
Eu vi você chegando
Trazia o rosto doce, bom e aliviado
Nada mais incerto
Passava também um tempo

Voltávamos a ser então o tal casal
Apaixonado, apaixonado

Gostei de ser de quem me gosta
Eu aprendi
Querendo a vida bem mais fácil
Eu resolvi
É tão melhor viver em paz
Ninguém me faz sentir assim

Agora mais que nunca somos o tal casal
Apaixonado, apaixonado

E não adianta alguém
Querer que não seja assim
Isso aqui não é o mal
E se anula por si só
E não adianta ir
Tentar se esconder, fugir
Sabedor é quem está
Amadurece e recebe
O presente... presente...

Gostei de ser de quem me gosta
Eu aprendi
Querendo a vida bem mais fácil
Eu resolvi
É tão melhor viver em paz
Ninguém me faz sentir assim
Ninguém me faz sentir assim
Ninguém me faz sentir

(Vanessa da Mata)



Vanessa da Mata | Vá


Não fale mais, leve o que é seu e só

Que o sol já vem e com ele outro dia

Se descobrir,
Vá crescer, entender e saber
O que quer, quem você quer,
Não me faça mais chorar
Como se eu fosse nada, para o ego do meu bem,
Quantas você tem? Quantas você faz sofrer?
Seduzindo o mundo, quantas ficam ao seu bel prazer?
Cresça, me deixe em paz, mesmo que eu sofra mais
Agora tudo é seu, amanha serei bem mais feliz

Se descobrir,
Vá crescer, entender e saber
O que quer, quem você quer,
Não me faça mais chorar
Como se eu fosse nada, para o ego do meu bem,
Quantas você tem? Quantas você faz sofrer?
Seduzindo o mundo, quantas ficam ao seu bel prazer?
Cresça, me deixe em paz, mesmo que doa mais
Agora tudo é seu, amanha serei bem mais feliz
Preciso ser mais forte, para não voltar atrás
Aliviando desespero, para adiar o sofrimento
Cresça,
Me deixe em paz, mesmo que doa mais
Agora tudo é seu
Amanhã serei bem mais feliz

(Vanessa da Mata - Lokua Kanza)



Vanessa da Mata | As Palavras

As palavras saem quase sem querer,
rezam por nós dois.
Tome conta do que vai dizer.
Elas estão dentro dos meus olhos,
da minha boca, dos meus ombros.
Se quiser ouvir é fácil perceber.

Não me acerte, não me seque,
me dê absolvição.
Faça luz onde há involução.
Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.
Reabilite o meu coração.

Tentei, rasguei sua alma e pus no fogo.
Não assoprei, não relutei.
Os buracos que eu cavei não quis rever
Mas o amargo delas, resvalou em mim.
Não deu direito de viver em paz
Estou aqui para te pedir perdão

Não me acerte, não me seque,
me dê absolvição.
Faça luz onde há involução.
Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.
Reabilite o meu coração.

As palavras fogem se você deixar
O impacto é grande demais
Cidades inteiras nascem a partir daí
Violentam, enlouquecem não me fazem dormir
Adoece e curam, não me dão limites
Vá com carinho, no que vai dizer

Não me acerte, não me seque,
me dê absolvição.
Faça luz onde há involução.
Escolha os versos para ser meu bem e não ser meu não.
Reabilite o meu coração.

(Vanessa da Mata)



Vanessa da Mata | O Masoquista e o Fugitivo

Há gente que escolhe sorrir
Há gente que escolhe chorar
Você escolheu a segunda opção
E eu escolhi sair
Não gosto de masoquismos
Eu prefiro me divertir
A nossa relação tem tudo pra não dar certo
Você só quer perder
E nada que fica assim pode vencer
Eu insisto em ser feliz
Mesmo que minhas condições me testem
Eu insisto em ser maior
Pra está sempre melhor
Há gente que escolhe sorrir
Há gente que escolhe chorar
Você escolheu a segunda opção
E eu escolhi sair (lalala)
Não gosto de masoquismos
Eu prefiro me divertir
Pois vá diante, que eu vou adiante
E assim quem sabe,
Você chorando será do jeito seu, completo

(Vanessa da Mata)



22 de nov de 2010

I'd do it all again

Ooh, you’re searching for something I know, won’t make you happy
Ooh, you’re thirsting for something I know, won’t make you happy
Ooh, you did it all again, you broke another skin
It’s hard to believe this time, hard to believe
That my heart, my heart’s an open door
You got all you came for, baby
So weary, someone to love is bigger than your pride’s worth
Is bigger than the pain you got for it hurts
And out runs all of the sadness
It’s terrifying, life, through the darkness

And I’d do it all again, I’d do it all again
I’d do it all again, I’d do it all again
You try sometimes but it won’t stop
You got my heart and my head’s lost, ooh yeah
I’ve been burning down these candles for love, for love
So weary, someone to love is bigger than your pride
Ooh, someone to love, mm, someone to love
Someone to love
Ooh, you’re searching for something I know, won’t make you happy
Ooh

(Corinne Bailey Rae)

Você está procurando por algo que sei que não te fará feliz
Você está sedento por algo que sei que não vai te fazer feliz
Você fez tudo outra vez, você quebrou outra camada
Dessa vez é difícil de acreditar, difícil de acreditar
Que meu coração, meu coração é uma porta aberta
Você conseguiu tudo que você queria
Tão cansado, alguém cujo valor do amor é maior que do orgulho
É maior que a dor que você tem
E se esgota toda a tristeza
É assustadora, a vida, através da escuridão

E eu faria tudo outra vez, eu faria tudo outra vez
Eu faria tudo outra vez, eu faria tudo outra vez
Às vezes você tenta, mas não pára
Você tem meu coração e minha cabeça está perdida
Eu tenho queimado essas velas pelo amor, pelo amor
Tão cansado, alguém cujo amor é maior que o orgulho
Alguém para amar, alguém para amar
Alguém para amar
Você está procurando por algo que sei que não te fará feliz
Ooh





15 de nov de 2010

Mayer Hawthorne | Your Easy Lovin' Ain't Pleasin' Nothin'

Caetano Veloso | Louco Por Você

Resta | Ana Carolina e Chiara Civello

Se io non posso parlare
Ora che sei con me
E' forse un modo di osare
Dimmi tu che cos'e'
Tu che raccogli il mio cuore senza far rumore

Da questo lato del fiume
Ogni cosa e' piu' facile
Le mani scorrono libere
Su di te
Che respiri le pause della mia canzone

Resta resta resta
Ora che scrivo il tuo nome
Sull'acqua del fiume
Passa tutto passa
Ma tu non sei una primavera, non sei una sera,
Se apro gli occhi e ti trovo ancora
Ancora…..

Eu já não respirar
Quando estou ao lado seu
Juro que me falta o ar
A paixão bateu
Você é aquela mulher escondida nas letras de tantas canções
Deste lado do rio posso ver tudo que é seu
Delicadeza e mistério
Que você nem percebeu
Quero chamar sua atenção com as pausas do meu violão

Resta nada resta
Leio seu nome nas águas do amor
Que corre a deslizar
Passa tudo passa
Se eu não consigo dizer
Só posso escrever cartas com o olhar

(Chiara Civello, Ana Carolina, Dulce Quental)

Chiara Civello, Vocals, Background Vocals, Wurlitzer, Melotron, Keys
Ana Carolina, Vocals, Acoustic Guitar
Guilherme Monteiro, Electric and Baritone Guitar
Jonathan Maron , Bass
Gene Lake, Drums
Mauro Refosco, Percussion


14 de nov de 2010

Leila Pinheiro e Roberto Menescal - Feliz Ano Novo

Hoje e para sempre Iemanjá da Silva!



Num Reveillon, no Leblon, ao luar
Fui jogar flores pra Iemanjá
E a morena surgiu, nem sei como
Brincando que era mal-de-amor
Eu sorri, olha só
Você adivinhou
De mãos dados seguimos pro Arpoador
Os foguetes no céu
Meia-noite e então
Houve um beijo infinito na beira do mar

Linda mulher, o teu nome, qual é?
Ela disse: “É melhor deixar pra lá!”
Somos a noite do Rio
A paixão
O mistério da lua passional
Respondi: “Então, tá!”
Sei que não foi normal
A ternura e o tesão no maior carnaval
O luar se escondeu
E a estrela mais só
Despencou desejando um romance banal

Quando amanheceu, ela se despediu
E entrou pelo mar
E, antes de mergulhar, disse:
“Eu ando emotiva demais! Um beijão! Meu nome é Iemanjá da Silva! Hoje e para sempre Iemanjá da Silva!
Fique em paz! Meu nome é Iemanjá da Silva!”

(Roberto Menescal / Aldir Blanc)

13 de nov de 2010

Cee Lo | Green 'Bright Lights Bigger City'

Se Acontecer | Djavan



As estrelas brilham sem saber,
Mas cada vez melhor
Pois foi só você aparecer
Todas desceram pra ver
Você brilhar de cor.
O que mais chamou minha atenção?
Sua expressão sutil
Isso eu já não posso esquecer
Porque não foi só visão,
O coração sentiu.

A tenda da noite enche de sombra
Um sonhar vazio
Percorri tantas fontes até ver você
Sair do nada pros meus horizontes
Que a manhã pura e sã
Com as mãos de jasmim vá roçar seu rosto
Pro amor ardente despertar por mim
Deus é pai, vai saber
Se acontecer, serei seu até o fim!

Em tempo de chuva, que chova:
Eu não largo da sua mão!
Nem que caia um raio
Eu saio sem você na imaginação.

(Djavan)

2 de nov de 2010

Blog Widget by LinkWithin