30 de jun de 2007

Gal Costa (27/06/2007)

"Nessa melodia em que me perco, quem sabe talvez um dia, ainda te encontre minha musa..." (Errática - Caetano Veloso)


Bom... encontrá-la, encontrei. Sem foto desta vez, mas com um abraço memorável, mesmo que tenso e atrapalhado da minha parte... ;-)
O show foi bem legal. Foi muito bom ouvir Gal cantando canções que eu nunca tinha ouvido ao vivo, como "Sorte", "Minha voz, minha vida", "Luz do sol", "Modinha para Gabriela", "Vatapá". Foram momentos altos do show a interpretação de "Vapor barato", o bloco dedicado a Tom e Vinícius, numa atmosfera deliciosamente jazzy, e "Mulher eu sei" em parceria com a platéia. Ainda, tenho que ressaltar que nunca havia assistido Gal tão solta e falante, interagindo bastante com a platéia, talvez o formato voz e violão (o Luiz Meira é ótimo!) propicie isso.
Quanto à forma, Gal estava muito elegante e sensual, aparentemente mais magra, e por vezes se valeu disso em brincadeiras com a pláteia. O cabelo mais natural tb fica sempre melhor que aquele do dvd mais recente ("Hoje").

(a.l.k.)

28 de jun de 2007

The Touch Of Your Lips

The touch of your lips upon my brow;
Your lips that are cool and sweet.
Such tenderness lies in their soft caress
My heart forgets to beat.
The touch of your hands upon my head,
The love in your eyes a shine;
And now, at last, the moment devine,
The touch of your lips on mine.

(Ray Noble)

25 de jun de 2007

Cia. Comédia Os Melhores do Mundo (23/06/2007)





























"Notícias populares" no Salão de Atos - UFRGS.
Excelente!!! Para ver e rever e rirrrrrr.

http://www.osmelhoresdomundo.com


Você não gosta de mim

Você não gosta de mim
Não sinto o ar se aquecer
Ao redor de você
Quando eu volto da estrada

Por que será que é assim?
Dou aos seus lábios a mão
E eles nem dizem não
E eles não dizem nada

Como é que vamos viver
Gerando luz sem calor?
Que imagem do amor
Podemos nos oferecer?

Você não gosta de mim
Que novidade infeliz
O seu corpo me diz
Pelos gestos da alma!

A gente vê que é assim
Seja de longe ou de perto
No errado e no certo
Na fúria e na calma

Você me impede de amar
E eu que só gosto do amor
Por que é que não nos
Dizemos que tudo acabou?

Talvez assim descubramos
O que é que nos une
Medo, destino, capricho
Ou um mistério maior

Eu jamais cri que o ciúme nos
Tornasse imunes ao desamor
Então, por favor
Evite esse costume ruim

Você não gosta de mim
É só ciúme vazio
Essa chama de frio
Esse rio sem água

Por que será que é assim?
Somente encontra motivo
Pra manter-se vivo
Este amor pela mágoa

Então digamos adeus
E nos deixemos viver
Já não faz nenhum sentido
Eu gostar de você

(Caetano Veloso)

O Portão

Eu cheguei em frente ao portão, meu cachorro me sorriu latindo
Minhas malas coloquei no chão, eu voltei
Tudo estava igual como era antes, quase nada se modificou
Acho que só eu mesmo mudei, eu voltei
Eu voltei, agora pra ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar
Eu voltei pras coisas que eu deixei, eu voltei
Fui abrindo a porta devagar, mas deixei a luz entrar primeiro
Todo meu passado iluminei, e entrei
Meu retrato ainda na parede, meio amarelado pelo tempo
Como a perguntar por onde andei e eu falei
Onde andei não deu para ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar

Eu voltei pras coisas que eu deixei, eu voltei
Sem saber depois de tanto tempo se havia alguém em minha espera
Passos indecisos caminhei e parei
Quando vi que dois braços abertos, me abraçaram como antigamente
Tanto quis dizer e não falei e chorei
Eu voltei, agora pra ficar porque aqui, aqui é o meu lugar
Eu voltei pras coisas que eu deixei, eu voltei

(Roberto Carlos - Erasmos Carlos)

8 de jun de 2007

Unimúsica - Arthur Nestrovski e Zélia Duncan (07/06/07)



Unimúsica (UFRGS) - Abertura "Na linha de Cartola" com Arthur Nestrovski e Zélia Duncan

Cão sem dono (07/06/07)

O cheiro do ralo (04/06/07)

Homem-aranha 3 (17/05/07)

Blog Widget by LinkWithin