14 de fev de 2008

Receptáculo

Um oceano de lodo
Frio:
E lá no frio lodo sem luz
As memórias que jamais escapam.
Lá no lodo frio sem luz
Os pensamentos recorrentes todos,
Lá no sem luz frio lodo,
As pessoas sem carne nem alma
que teimam em existir
Quando não havia
Quando não devia
Quando não podia nada haver.
O frio lodo sem luz
Nutre o que é mau.

(a.l.k.)

13 de fev de 2008

A Ordem é Samba

É samba que eles querem
Eu tenho
É samba que eles querem
Lá vai
É samba que eles querem
Eu canto
É samba que eles querem
Nada mais

No Rio de Janeiro
Todo mundo vai de samba
A pedida é sempre samba
E eu também vou castigar

Lá vai, lá vou eu de samba
Somente samba
A ordem é samba
E nada mais

(Jackson do Pandeiro / Severino Ramos)

Boys Don't Cry

I would say I'm sorry
If I thought that it would change your mind
But I know that this time
I've said too much
Been too unkind

I try to laugh about it
Cover it all up with lies
I try and
Laugh about it
Hiding the tears in my eyes
'cause boys don't cry
Boys don't cry

I would break down at your feet
And beg forgiveness
Plead with you
But I know that
It's too late
And now there's nothing I can do

So I try to laugh about it
Cover it all up with lies
I try to
laugh about it
Hiding the tears in my eyes
'cause boys don't cry

I would tell you
That I loved you
If I thought that you would stay
But I know that it's no use
That you've already
Gone away

Misjudged your limits
Pushed you too far
Took you for granted
I thought that you needed me more

Now I would do most anything
To get you back by my side
But I just
Keep on laughing
Hiding the tears in my eyes
'cause boys don't cry
Boys don't cry
Boys don't cry


THE CURE

Inbetween Days

Yesterday I got so old
I felt like I could die
Yesterday I got so old
It made me want to cry
Go on go on
Just walk away
Your choice is made
Go on go on
And disappear
Go on go on
Away from here

And I know I was wrong
When I said it was true
That it couldn't be me and be her
Inbetween without you
Without you

Yesterday I got so scared
I shivered like a child
Yesterday away from you
It froze me deep inside
Come back come back
Don't walk away
Come back come back
Come back today
Come back come back
Why can't you see
Come back come back
Come back to me

And I know I was wrong
When I said it was true
That it couldn't be me and be her
Inbetween without you
Without you

THE CURE

2 de fev de 2008

Não há jeito

Padrão sempre quase há.
Um desejo reincidente, monolítico
E sôfrego.
Do cerco ninguém escapa.
Àqueles que força fazem
e dilatam as paredes
e alongam as linhas
É dado o direito de se moverem.
Uma concessão.
Entretanto sempre dentro estarão.
Não há jeito.

(a.l.k.)

Samba de amor e ódio

Não há abrigo contra o mal
Nem sequer a ilha idílica na qual
A mulher e o homem vivam afinal
Qual se quer
Tão só de amor num canto qualquer.

Erra quem sonha com a paz
Mas sem a guerra
O céu existe pois existe a terra
Assim também nessa vida real
Não há o bem sem o mal.

Nem há amor sem que uma hora
O ódio venha
Bendito ódio
O ódio que mantém a intensidade do amor
Seu ardor, a densidade do amor, seu vigor
E a outra face do amor vem a flor
Na flor que nasce do amor.

Porém há que saber fazer sem opor
O bem ao mal prevalecer
E o amor ao ódio incerto em nosso ser se impor
E a dor que acerta o prazer sobrepor
E ao frio que nos faz sofrer o calor
E a guerra enfim a paz vencer.

Erra quem sonha com a paz
Mas sem a guerra
O céu existe pois existe a terra
Assim também nessa vida real
Não há o bem sem o mal.

Nem há amor sem que uma hora
O ódio venha
Bendito ódio
O ódio que mantém a intensidade do amor
Seu ardor, a densidade do amor, seu vigor
E a outra face do amor vem à flor
Na flor que nasce do amor.

(Pedro Luís e Carlos Rennó)
Blog Widget by LinkWithin