28 de fev de 2010

I will survive

At first, I was afraid, I was petrified.
I kept thinking I could never live
Without you by my side,
But then I spent so many nights
Just thinking how you done me wrong,
I grew strong,
I learned how to get along.

And so you're back from outer space.
I just walked in to find you here
Without that look upon your face.
I should have changed my fucking lock,
I would have made you leave your key,
If I'd have known for just one second,
You'd be back to bother me.

Oh, now go,
Walk out the door.
Just turn around now,
You're not welcome anymore.
Weren't you the one
Who tried to break me with desire?
Did you think I'd crumble?
Did you think I'd lay down and die?
Oh not I...

I will survive.
As long as I know how to love
I know I'll be alive.
I've got all my life to live.
I've got all my love to give.
I will survive.
I will survive.

It took all the strength I had
Just not to fall apart.
I'm trying hard to mend
The pieces of my broken heart.
And I spent oh so many nights
Just feeling sorry for myself.
I used to cry.
But now I hold my head up high.

And you'll see me with somebody new.
I'm not that stupid little person
Still in love with you.
And so you thought you'd just drop by,
And you expect me to be free.
But now I'm saving all my lovin'
For someone who's lovin' me.

Oh now go.
Walk out the door.
Just turn around now.
You're not welcome anymore.
Weren't you the one
Who tried to break me with desire?
Did you think I'd crumble?
Did you think I'd lay down and die?
Oh not I.

I will survive.
As long as I know how to love
I know I'll be alive.
I've got all my life to live.
I've got all my love to give.
I will survive.
I will survive.

(Dino Fekaris / Frederick Perren)


CAKE





25 de fev de 2010

A Mulher

Lá vai ela
Lá vai a mulher subindo
A ponta do pé tocando ainda o chão
Já na imensidão
É lindo
Ela em plena mulher
Brilhando no poço de tempo que abriu-se
Ao rés de seu ser de mulher
Que se abriu
Sem ter que morrer
Todo homem viu

(Caetano Veloso)


17 de fev de 2010

Minha Missão

Quando eu canto
É para aliviar meu pranto
E o pranto de quem já
Tanto sofreu
Quando eu canto
Estou sentindo a luz de um santo
Estou ajoelhando
Aos pés de Deus
Canto para anunciar o dia
Canto para amenizar a noite
Canto pra denunciar o açoite
Canto também contra a tirania
Canto porque numa melodia
Acendo no coração do povo
A esperança de um mundo novo
E a luta para se viver em paz!

Do poder da criação
Sou continuação
E quero agradecer
Foi ouvida minha súplica
Mensageiro sou da música
O meu canto é uma missão
Tem força de oração
E eu cumpro o meu dever
Aos que vivem a chorar
Eu vivo pra cantar
E canto pra viver

Quando eu canto, a morte me percorre
E eu solto um canto da garganta
Que a cigarra quando canta morre
E a madeira quando morre, canta!

(João Nogueira e Paulo César Pinheiro)


4 de fev de 2010

A Outra

Paz, eu quero paz
Já me cansei de ser a última a saber de ti
Se todo mundo sabe quem te faz
chegar mais tarde
Eu já cansei de imaginar você com ela
Diz pra mim
se vale a pena, amor
A gente ria tanto desses nossos desencontros
Mas você passou do ponto
e agora eu já não sei mais...
Eu quero paz
Quero dançar com outro par
pra variar, amor
Não dá mais pra fingir que ainda não vi
As cicatrizes que ela fez
Se desta vez
ela é senhora deste amor
Pois vá embora, por favor
Que não demora pra essa dor
sangrar.

(Marcelo Camelo)
Los Hermanos

E.C.T.

Tava com cara
Que carimba postais
Que por descuido
Abriu uma carta que voltou
Levou um susto
Que lhe abriu a boca
Esse recado veio pra mim
Não pro senhor...
Recebo o crack, colante
Dinheiro parco, embrulhado
Em papel carbono e barbante
Até cabelo cortado
Retrato de 3x4
Prá batizado distante
Mas isso aqui, meu senhor
É uma carta de amor...

Levo o mundo
E não vou lá...

Levo o mundo e não vou...
Mas esse cara
Tem a língua solta
A minha carta
Ele musicou
Tava em casa
A vitamina pronta
Ouvi no rádio
A minha carta
De amor..
Dizendo:
-Eu caso contente
Papel passado e presente
Desembrulhado o vestido
Eu volto logo, me espera
Não brigue nunca comigo
Eu quero ver nossos filhos
O professor me ensinou
Fazer uma carta de amor...

Leve o mundo
Que eu vou já...

Leve o mundo que eu vou...
Mas esse cara
Tem a língua solta
A minha carta
Ele musicou
Tava em casa
A vitamina pronta
Ouvi no rádio
A minha carta
Sim senhor!..
Dizendo:
-Eu caso contente
Papel passado e presente
Desembrulhado o vestido
Eu volto logo, me espera
Não brigue nunca comigo
Eu quero ver nossos filhos
O professor me ensinou
Fazer uma carta de amor...

Leve o mundo
Que eu vou já...
Leve o mundo que eu vou...

(Carlinhos Brown/Marisa Monte/Nando Reis)
Cássia Eller

Mais valia não chorar

Meu sonho nasce num sol quente
Só dá gente é que se sonha
Nesta vida tão tristonha,
nem amor que se sonhou
não pode ser
Meu sonho morre num sol quente
Só não sua quem tem tanto
Tem amor quem tem seu canto
Só meu sonho nasce e morre sem poder
Vai chegar um dia,
que a metade da alegria
Tem que vir pra gente,
que só nasce pra sonhar
E tem trabalho cada dia
Só de selo é fantasia
Mais valia não ter tanto pra chorar
Meu sonho morre num sol quente
Só não sua quem tem tanto
Tem amor quem tem seu canto
Só meu sonho nasce e morre sem poder
Só não sua quem tem tanto
Tem amor quem tem seu canto
Só meu sonho nasce e morre sem poder

Vai chegar um dia,
que a metade da alegria
Tem que vir pra gente,
que só nasce pra sonhar
E tem trabalho cada dia
Só de selo é fantasia
Mais valia não ter tanto pra chorar
Meu sonho morre no sol quente
Só não sua quem tem tanto
Tem amor quem tem seu canto
Só meu sonho nasce e morre sem poder
Só não sua quem tem tanto
Tem amor quem tem seu canto
Só meu sonho nasce e morre sem poder

(Normando / Ronaldo Bôscoli)
Wilson Simonal






Grains de Beauté

Mesmo de cara lavada
Diz que sou sua pintada
Eu já lhe disse, meu amor
Isso são grains de beauté
Que aqui estão pra ajudar você
A encontrar o caminho de casa
E até 3 vou contar
E os olhos vão se abrir
E ele vai
Vai estar aqui
Mesmo de cara lavada
Diz que sou sua pintada
E feito velho jogo de ligar os pontos
Você vai achar
Vai me encontrar aqui

(Céu e Beto Villares)


Chasing Pirates

In your message you said
You were goin' to bed, but I'm not done with the night.
So I stayed up and read
But your words in my head
Got me mixed up so I turned out the light.

And I, don't know how, to slow it down.
My mind's racing from chasing pirates.

Now an ambulance screams
While the silliest things
Are floppin around in my brain.
And I try not to dream
Up impossible schemes,
That swim around, wanna drown me insane.

And I, don't know how, to slow it down.
Oh my mind's racing from chasing pirates.

My mind's racin' from chasing pirates.

(Norah Jones)





2 de fev de 2010

Aquele frevo axé

Que fazer?
Meu pensamento está preso àquele carnaval
Volto a pisar este chão
Enceno um drama banal
Tento refazer a trama
Mas o desfecho é igual
E você
Será que canta calada aquele frevo axé?
Que não me deixa dormir
Ou terá perdido a fé
No que ficou prometido
Sem nos falarmos sequer
Meu amor
Ando na praça vazia, espero o sol se por
Vejo o clarão se extinguir
Por trás da mão do poeta
Nosso amor não vai sumir
Veja onde a gente se achou
Estrelas já vão luzir
Na noite da Bahia preta
Queria tanto você aqui
Que fazer?

(Caetano Veloso e César Mendes)

Lua de mel

Lua de mel
Mamã mamãe, eu tô em lua de mel
Eu tô morando num pedaço do céu
Como o diabo gosta
Todo delito
Doce deleite
Todo desfrute tem permissão
Tudo que dá prazer, tentação
O dia inteiro nadar no mar
Banco de areia, imensidão
Tardes, desmaio
Nossa canção
Que diz
Lua de mel
Mamã mamãe, eu tô em lua de mel
Eu tô morando num pedaço do céu
Como o diabo gosta
Da vida eu já conheço
A dor de não poder
Viver como eu queria
Mas uma coisa eu posso
E quando quer canto, canto
Lua de mel
Mamã mamãe, eu tô em lua de mel
Eu tô morando num pedaço do céu
Como o diabo gosta
Gosta, como o diabo gosta

(Lulu Santos)



Errática

Nesta melodia em que me perco
Quem sabe, talvez um dia
Ainda te encontre minha musa
Confusa

Esta estrada me escorre do peito
E tão sem jeito
Se desenha entre as estrelas da galáxia
Em fúcsia...

Bússolas não há na cor dos versos
Usam como senha tons perversos
Busco a trilha certa, matematicamente
Só sei brincar de cabra-cega
Errática
Chega

Neste descaminho, meu caminho
Te percorre a ausência
Corpo, alma, tudo, nada, musa
Difusa.

O sorriso do gato de Alice se se visse
Não seria menos ou mais intocável
Que o teu, véu
Pausa de fração de semifusa
Pode conter tão grande tristeza

Busco o estilo exato
A tática eficaz
Do rock ao jazz
Do lied ao samba
Ao brega
Errática
Chega

(Caetano Veloso)


Blog Widget by LinkWithin