16 de jan de 2009

manhã à noite

O dia começou cedo. Moveu-se por entre as nuvens e trôpego não chegou a lugar nenhum. Foi há muitos lugares, mas desviou-se dos objetivos. Autônomo e autômato. Vermelho e quente. Sob a sombra. Sombras. Foi num circuito antigo de contemplação e extâse. Num caminho conhecido permeado sempre por indiferenças, desilusões e desgostos. Muitos gostos. Tudo busca. E a captura daquilo não desejado nem sabendo qual o desejo mas tendo ele latente a impulsionar os pés e o sangue. Insatisfação e o pensamento eterno na linha contrária em círculo.

(a.l.k)

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin