19 de jan de 2009

Gostoso veneno

Este amor me envenena
Mas todo amor sempre vale a pena
Desfalecer de prazer, morrer de dor
Tanto faz, eu quero é mais amor
A água da fonte bebida na palma da mão
Rosa se abrindo, se despetalando no chão
Quem não viu e nem provou
Não viveu, nunca amou
Se a vida é curta e o mundo é pequeno
Vou vivendo morrendo de amor
Gostoso veneno

(Wilson Moreira e Nei Lopes)

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin