28 de set de 2013

SEM COMPANHIA - CLARA NUNES



Tudo que esperei de um grande amor
Era só juramento que o primeiro vento carregou
Outra vez tentei mas pouco durou
Era um golpe de sorte
Que um vento de sorte derrubou

E assim de quando em quando
Eu fui amando mais
Passei por ventos brandos
Passei por temporais
Agora estou num cais
Onde há uma eterna calmaria
E eu não aguento mais
Viver em paz sem companhia
Ivor Lancellotti / Paulo César Pinheiro

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin