3 de dez de 2010

Errei, Sim

Errei, sim
Manchei o teu nome
Mas foste tu mesmo o culpado
Deixavas-me em casa
Me trocando pela orgia
Faltando sempre
Com a tua companhia

Lembro-te agora
Que não é só casa e comida
Que prende por toda vida
O coração de uma mulher
As jòias que me davas
Não tinham nenhum valor
Se o mais caro me negavas
Que era todo o teu amor
Mas se existe ainda
Quem queira me condenar
Que venha logo
A primeira pedra me atirar

(Ataulfo Alves)


Dalva de Oliveira




Ângela Maria




Roberta Sá

Nenhum comentário:

Blog Widget by LinkWithin